Principais pontos turísticos históricos em Diamantina - Minas Gerais - Centro Histórico
Diamantina

Principais pontos turísticos históricos em Diamantina – Minas Gerais

Vamos viajar?
Receba as melhores dicas sobre cidades históricas!
Quero viajar
Principais pontos turísticos históricos em Diamantina – Minas Gerais
AVALIE O POST!

Definir quais são os principais pontos turísticos históricos em Diamantina – Minas Gerais é uma tarefa realmente árdua, para não dizer impossível. Mas não custa nada tentar.

Digo isso pois é uma cidade belíssima e essa abordagem dos “principais pontos turísticos” é mais uma forma de de dizer que, como muitos se destacam, sou obrigado a selecionar alguns.

Mas não é uma verdade absoluta, claro. É apenas um convite para deixar você curioso para conferir os outros.

Mas como preciso definir alguns pontos turísticos históricos nessa árdua tarefa, mãos a obra!

1 – O Centro Histórico de Diamantina

Principais pontos turísticos históricos em Diamantina - Minas Gerais - Centro Histórico
O Centro Histórico de Diamantina transpira o Século XVIII.

Autor: Josué Marinho – Licença: (CC BY-SA 3.0)

Sim, claro! O Centro Histórico de Diamantina é um excelente ponto turístico.

Afinal, o conjunto arquitetônico da cidade é espetacular, já que ele engloba tudo o que é a parte histórica central do município.

Aliás, foi justamente esse conjunto arquitetônico que foi tombado pela Unesco.

Logo, esse não foi o tombamento de um item isolado, mas de vários elementos que constituem o Centro Histórico da cidade de Diamantina.

Além disso, o conjunto é belíssimo, pois há um misto das igrejas com outros interessantes pontos turísticos.

E por isso mesmo as próprias casas são muito interessantes.  Os habitantes de Diamantina vivem em moradas que são verdadeiras obras de arte e representações materiais do nosso passado.

As casas foram elaboradas e preservadas dentro do contexto de nossa maravilhosa arquitetura colonial.

Tudo isso com direito a grandes portas de coloridas, colunas de madeira e janelas rústicas. Com namoradeiras!

E como o Centro Histórico de Diamantina é bem grande, isso tende a deixar a visita um um pouco prolongada.

Por isso, é bom lembrar que Diamantina é uma cidade que dá uma canseirinha nos pés e nas pernas, principalmente porque é cheia de morros.

Logo, alimente-se bem e sempre tenha uma aguinha para acompanhar. Mas fique tranquilo que a vista do conjunto compensa de sobra o pequeno esforço do deslocamento.

Afinal, a graça é essa, não é?

Mas, além de conhecer a cidade como um todo, é importante também dar a atenção para as principais atrações que ela oferece.

Logo, que tal sermos mais específicos com algumas obras desse patrimônio?

Por isso, aproveite e confira outras atrações que a cidade oferece:

2 – Mercado Municipal

Principais pontos turísticos históricos em Diamantina - Minas Gerais - Igreja do Carmo
No Mercado Velho o que não falta é alegria e muita diversão nos finais de semana!

Autor: Josué Marinho – Licença: (CC BY-SA 3.0)

O Mercado Velho não pode faltar nesse conteúdo, já que é um ponto interessantíssimo na cidade mineira de Diamantina.

Para começar, é um local bem bonito. É um belo exemplar da arquitetura colonial, já que é feito de madeira e adobe e sua pintura oferece a visão de grandes portas coloridas na parte interna.

Além disso, o mercado tem um passado bem interessante, pois sempre foi alvo de disputas entre moradores locais.

Para começar, o mercado foi criado como um ponto de distribuição de alimentos, já que a região do Vale do Jequitinhonha passou por uma terrível seca no início do século XIX.

Com a seca, reduziu-se a oferta de alimentos e veio a fome.

E a criação do Mercado Municipal, que centralizou os pontos de troca de mercadorias, serviu para amenizar o problema.

Por outro lado, com o aumento da circulação de alimentos e outros itens pelo mercado, isso inviabilizou o trabalho dos tropeiros – que eram atravessadores dessas mercadorias.

Eles acabaram se extinguindo por ali algum tempo depois. Principalmente com o advento das ferrovias no início do século XX, que inviabilizou o transporte de carga feito pelas tropas de vez.

Mas hoje é só alegria! O local tornou-se um verdadeiro centro de festas e de encontro de atrações culturais para os moradores da cidade e turistas.

E as atividades ocorrem durante os finais de semana, proporcionando entretenimento durante o dia e noite.

No período diurno, ali funciona uma feirinha, onde se vendem variedades, como artesanato, comidas, bebidas e condimentos.

E é só cair a noite para o local ficar bastante animado. Muitas bandas locais se apresentam por ali, onde o show é aberto ao público. Uma delícia!

3 – Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Principais pontos turísticos históricos em Diamantina - Minas Gerais - Igreja do Carmo
A Igreja de Nossa Senhora do Carmo realmente chama a atenção pelos detalhes e histórias que compõem a obra.

Fotógrafa: Raquel Mendes Silva – licença: (CC BY-SA 4.0)

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo é uma das obras mais suntuosas do Barroco Mineiro e um dos principais pontos turísticos históricos em Diamantina.

É uma obra de peso no cenário artístico do estado de Minas Gerais e do país.

É um verdadeiro legado do barroco. Seu exterior é relativamente simples, já que as igrejas dessa escola costumam não ser muito ornamentadas em seu exterior. Afinal, a ideia que transmitem é de que a beleza tem que vir de dentro.

Mas, por outro lado, esta igreja já guarda algumas características interessantes em seu exterior.

Até virou causo, sabia?

Quer uma palinha?

Ah, como eu sei que você quer, eu vou contar.

O Causo da torre da igreja de Nossa Senhora do Carmo

Você reparou pela foto que a torre fica na parte de trás da igreja?

Estranho, não?

Pois bem, é isso mesmo. E esse fato inusitado desenvolveu algumas lendas locais.

Uma delas é assim…

Ah! Antes que eu continue, se você não sabe, Chica da Silva, morou em Diamantina.

E ela foi esposa não oficial do financiador da construção desta igreja, João Fernandes de Oliveira, que por sinal, era a autoridade máxima da Coroa Portuguesa nas Américas.

E como se tratava de uma igreja construída para os brancos, o financiador decidiu colocar a torre na parte de trás.

Como os negros eram impedidos de entrar pelas igrejas pela parte da frente, decidiu-se colocar a torre na parte de trás.

Com isso, nada impediria que Chica frequentasse a igreja que foi financiada pelo próprio marido.

Há uma outra lenda também. Dizem que Chica não queria ser incomodada pelo barulho dos sinos e por isso solicitou ao seu marido que a torre ficasse do lado oposto ao de sua janela.

Até porque os assíduos frequentadores da igreja não queriam ela por lá.

E mais facetas trazem os encantos desse patrimônio:

Voltando aos ornamentos da igreja

Além dessas histórias interessantes, a igreja é um elemento importantíssimo no cenário do barroco mineiro no quesito arquitetura.

Sua ornamentação interna é espetacular e reflete os recursos financeiros investidos pelo já citado contratador, que era o homem mais rico das américas.

É uma igreja rica e cujos adornos foram feitos de ouro. Seu altar-mor é uma obra de arte a parte, que é repleta de entalhes dourados.

Além disso, o teto da igreja é belíssimo, com vários detalhes. Foi pintado por um dos maiores artistas da época, José Soares de Araújo.

O toque final na igreja fica por seu órgão, que tem um imenso valor histórico.

Os pontos turísticos históricos em Diamantina – Minas Gerais são fantásticos!

Diamantina é uma valorosa cidade que preserva grande parte de nosso patrimônio material e imaterial e, por isso, sua preservação é fundamental.

É um sítio histórico belíssimo e com vida cultural ativa. Um belo exemplo em que a salvaguarda da cultura não ficou restrita às paredes históricas, mas se espalha pelas ruas e transborda no dia-a-dia da cidade.

É uma cidade que constitui uma verdadeira obra de arte a céu aberto: um resgate real de um tempo que não vivemos, mas que vivenciamos quando adentramos por suas ruas.

Por isso, visitá-la é um ato de boas vindas ao século XVIII, que abraça a todos com seus ares que permanecem vivos pelas ruas diamantinenses até os dias de hoje.

E se gostou do texto, deixe seu e-mail, que enviarei conteúdos exclusivos para você.

E não deixe de compartilhar nas redes sociais. Aproveite que tem vários botões de compartilhamento no post. É só clicar e compartilhar!

E uma ótima viagem até o próximo conteúdo!

Histórias de Assombração
Não fazemos Spam
Receba tudo no seu e-mail!
INSCREVA-SE!

    The author: Fábio Seletti

    Jornalista. Paulista de nascimento. Mineiro de Coração.
    Histórias de Assombração
    Não fazemos Spam
    Receba tudo no seu e-mail!
    INSCREVA-SE!
    Vamos viajar?
    Receba as melhores dicas sobre cidades históricas!
    Quero viajar